Compare as dublagens do clássico O Exorcista

As quatro dublagens do clássico de William Friedkin

 

Izaías Correia
1° de agosto de 2014



 

O Filme

O clássico filme de terror, dirigido por William Friedkin, até hoje é visto como um dos maiores ícones do gênero e por anos foi apontado como o melhor filme de terror já produzido. Um sucesso de critica e público não apenas pela qualidade inquestionável da película, mas também por toda a publicidade sensacionalista em torno do filme.

O Exorcista teve um público memorável nos cinemas, no entanto, um público que escandalizado, chegava a vomitar, desmaiar ou ainda abandonar as salas de projeção antes do filme terminar. A imprensa da época divulgava que os acidentes nos sets de filmagens eram coisas do demônio, ou não havia outra explicação para tanta tragédia, cada caso isolado de alguém passando mal no cinema, era muito bem repercutido e isso sem dúvida causou um choque instantâneo ajudando a repercutir mais ainda o nome da produção.

Talvez por isso a obra prima de Friedkin encontrou tantos problemas para ser exibido na televisão brasileira, primeiro com a censura para a TV, depois passado mais de uma década e já reprisado em várias salas de cinema, pela falta de interesse das emissoras em adquiri-lo.
Até que a TVS anunciou com muito entusiasmo a exibição do filme para o dia 10 de maio de 1989, e ainda assim os espectadores frustrados que ligaram a TV naquele dia viram Grito do Horror (The Howling) exibido no lugar da atração anunciada para aquela noite. O Exorcista mesmo só uma semana depois, quando finalmente foi levado ao ar no dia 17 de maio de 1989 às 21h30 dentro do Cinema em Casa. Claro, totalmente picotado, e com uma dublagem que suavizou demais os palavrões contidos no filme.

As Dublagens

A primeira dublagem do filme realizada pela Herbert Richers, contou vozes primorosas como Ilka Pinheiro, Miriam Ficher, Orlando Drummond e Newton Da Matta encabeçando o elenco. Considerada clássica pelos fãs do filme, a primeira dublagem que também foi exibida na TV Paga, criou um efeito eletrônico para distorcer a voz do dublador, tanto que tornou complicado a identificação desse profissional.

Na década de 1990 o filme foi reprisado nas madrugadas da Rede Globo, mas aparecia com outra dublagem, também realizada pela Herbert Richers, realizada para amenizar ainda mais os diálogos carregados, assim expressões como “Foder” foram trocadas para “Deflorar”. Ilka Pinheiro que havia feito Chris MacNeil na primeira dublagem se encarregou de fazer a voz do Demônio, quase sem nenhum efeito eletrônico.

Já nos anos 2000, O Exorcista foi lançado com 11 minutos adicionais, numa versão intitulada “Versão do Diretor” e teve que receber uma nova dublagem. Essa foi gravada pelo estúdio Wan Macher. Na verdade a dublagem teve duas versões, uma realizada para TV que também foi lançada em Blu-Ray e outra para exibição em avião, mudando apenas a voz do demônio.

Confira abaixo os elencos de vozes no Brasil das três principais dublagens:

ELENCO 1ª DUBLAGEM 2ª DUBLAGEM 3ª DUBLAGEM

Herbert Richers

SBT

 

Herbert Richers

TV Globo

Wan Macher

SBT e Blu-ray

Chris MacNeil

(Ellen Burstyn)

Ilka Pinheiro Vera Miranda Vera Miranda

Regan MacNeil

(Linda Blair)

Miriam Ficher Adriana Torres Flávia Fontenelle

Pe Damien Karras

(Jason Miller)

Newton da Matta

Newton da Matta Newton da Matta

Padre Merrin

(Max von Sydow)

Orlando Drummond

Orlando Drummond

Isaac Bardavid

Ten. Kinderman

(Lee J. Cobb)

Antônio Patiño

José Santa Cruz

José Santa Cruz

Burke Dennings

(Jack MacGowran)

Márcio Seixas

Mário Cardoso

Carlos Seidl

Sharon

(Kitty Winn)

Vera Miranda

Iara Riça

Adriana Torres

Demônio

(McCambridge)

Ilka Pinheiro

Maurício Berger

Pe. Dyer

(William OMalley)

Nilton Valério

José Luiz
Barbeito

Dr. Klein

(Barton Heyman)

Newton Apollo

Mauro Ramos

Dário de Castro

Dr. Taney

(Robert Symonds)

Hélio Ribeiro

Dário de Castro

Waldyr Sant’anna

Karl

(Rudolf Schündler)

Darcy Pedrosa

Ionei Silva

André Belizar

Sra. Karras

(Vasiliki Maliaros)

Glória Ladany

Elza Martins

Myriam Thereza